Cristiano Santos é coautor do e-book “Para Entender as Mídias Sociais” e ministra palestras e cursos sobre o tema, principalmente, sobre a rede social profissional LinkedIn, da qual é um entusiasta. É criador do grupo LinkedIn Brasil - De A a Z, considerado o maior do mundo em português com foco em discutir assuntos relacionados à rede. Foi reconhecido pelo LinkedIn Top Voices como um dos 20 brasileiros mais engajados nesta rede social. Também é palestrante TEDx. Cristiano conversou com a Panorama, claro, sobre o uso inteligente das redes sociais.

Quais os principais itens que as empresas devem prestar atenção para um bom posicionamento nas redes sociais? 

Cristiano Santos - As empresas precisam definir em quais redes sociais elas estarão. Muita gente pensa que o ideal é estar presente em todas. Na verdade, o importante é fazer uma boa pesquisa para entender onde o público consumidor dos produtos e serviços da empresa estão. Uma vez definidas as redes sociais, é importante avaliar quais conteúdos serão postados, com qual frequência, e fazer uma boa gestão de comentários e crise, pois posicionamento vai muito além de criar uma conta nas redes sociais. Envolve produção de conteúdo, monitoramento, engajamento e, principalmente, relacionamento.

Como as redes sociais podem ajudar a engajar os colaboradores nas empresas?

Cristiano Santos - Falamos muito do trabalho de construção de marca e, nesse processo, é importante que as empresas façam um trabalho com seus profissionais para que eles ajudem na divulgação das ações da empresa nas redes sociais, assim como apresentar seus produtos, serviços, visão, missão, valores. Um colaborador engajado traz valor para a marca e aumenta o alcance nas redes sociais. Esse engajamento pode trazer um maior envolvimento com a própria empresa, uma vez que traz sensação de pertencimento. Os perfis pessoais dos colaboradores acabam sendo espelhos das empresas. Profissionais engajados acabam se informando melhor sobre as ações como um todo da empresa e podem atuar como advogados da marca em alguma gestão de crise nas redes sociais.

Quais os cuidados que um profissional deve ter com o uso de suas redes sociais? 

Cristiano Santos - É importante lembrar que os usuários, ao utilizarem redes sociais, muitas vezes não fazem distinção de um post de uma empresa ou de uma pessoa física. Ou seja, vemos vários exemplos de gestão de crise onde um post feito por um perfil pessoal de um colaborador trouxe repercussão negativa para sua imagem e também para a empresa onde trabalha. Portanto, profissionais em geral devem sempre tomar cuidado com os conteúdos que estão sendo postados em suas contas, para evitar desgastes desnecessários.

O que as pessoas não deveriam fazer de jeito nenhum nas redes sociais? 

Cristiano Santos - Se você não falaria algo em público no mundo “real”, é indicado você não postar isso nas redes sociais. Nas redes temos que lembrar que nosso alcance vai muito além das pessoas que conhecemos, e as informações postadas por ali podem ser expostas para o mundo em apenas alguns segundos, sendo praticamente impossível controlar essa distribuição. A recomendação é evitar postar (ou mesmo interagir) em posts que podem trazer algum prejuízo para a marca pessoal ou mesmo para a marca empresarial. Se você criou uma conta nas redes sociais, trabalhe para manter uma presença ativa e um relacionamento de valor com os seguidores. Se eu puder dar uma dica sobre o que as pessoas não deveriam fazer de jeito nenhum nas redes sociais, eu diria que não se deve criar uma conta por lá para não ter presença. Criar um perfil em rede social para deixá-lo abandonado acaba sendo trabalho à toa.

Não ter uma rede social é exceção atualmente, o que ganhamos com essas conexões ampliadas?

Cristiano Santos - Vemos movimentos cada vez maiores de usuários que preferem não ter nenhuma rede social, ou mesmo empresas que acham que criar perfis nas redes pode ser desperdício de tempo e dinheiro. O que devemos ter em mente é que redes sociais são canais de comunicação e divulgação e que muitas pessoas estão navegando ali diariamente, sendo expostas a anúncios, informação, entretenimento. Uma vez criado um perfil de uma empresa em rede social, e com uma gestão bacana de presença por lá, essas conexões podem trazer novos clientes, fornecedores, fãs, embaixadores. Rede social é visibilidade, é uma forma de apresentar os produtos e serviços em um ambiente onde muita gente está conectada o dia todo. Portanto, devemos sempre nos perguntar: queremos aumentar o alcance e a visibilidade de nossa empresa perante o público? As redes sociais podem ser canais importantes para esse trabalho.


Para ler a entrevista completa, acesse
a Conecta.